Tema de uma recente reportagem especial no blog Paladar, do Estadão, a carne de cordeiro - além de ser o prato principal no almoço de Páscoa de cristãos em várias partes da Europa - é tradicional no ritual do Pessach (do hebraico “passagem”), festividade judaica que celebra a liberdade física e espiritual da humanidade.

Para quem não sabe, cordeiro é o nome que se dá ao carneiro jovem, recém-desmamado ou em período de aleitamento. Como sua carne é macia, nutritiva e saborosa, ela pode ser preparada com poucos temperos, para que suas características sejam mantidas, mas vinho, alecrim, louro e hortelã são alguns dos ingredientes que costumam valorizar ainda mais seu sabor.

Se nos anos 1970 os cordeiros disponíveis no mercado nem sequer eram porcionados – ou seja, era preciso cortar e separar a carne no próprio restaurante ou em casa –, hoje isso já é bem diferente.

Aqui no Porco Feliz - que foi indicado pelo blog como um dos locais no Brasil para se comprar carne de cordeiro de qualidade - é possível encontrar diversos tipos de corte, entre eles carré (conjunto de costeletas), costela, lombo, paleta (perna dianteira), pernil (perna traseira), picanha e até pescoço, que embora seja menos nobre, digamos, também é bastante apreciado.

Clique aqui para saber mais sobre a carne de cordeiro e os cortes disponíveis no Porco Feliz e aproveite também para conferir 3 deliciosas receitas.